Slow Fashion e Zero Waste.

Slow Fashion e Zero Waste.

by Stay Irie, julho 4, 2017

O Slow Fashion tem a tradução do inglês como “Moda Lenta”, é um movimento que ocorre há algum tempo e surgiu alternativa à proposta oferecida pelo Fast Fashion (Moda Rápida). Enquanto o último valoriza a produção de baixo custo, intensa e volumosa, o Slow Fashion tem prioridade em valorizar a qualidade do trabalho e do produto final, levando em consideração a durabilidade, originalidade e acabamentos dos produtos, assim como as condições de trabalho e habilidades individuais de quem trabalha no processo criativo. Em sua essência, trata-se de tornar mais humano o processo de criação de produtos de moda, aliando a habilidade e energia dos produtores ao produto final e consequentemente o consumidor.

Existem inúmeros processos de criação que estão abrangidos pelo movimento Slow Fashion, entre eles estão o processo sob medida, produtos artesanais ou, ainda, o Zero Waste.

O processo de Zero Waste propõe repensar a relação que foi construída entre nós e os recursos naturais. Se a produção de algum produto gera excessos de resíduos durante o processo e que não podem ser reutilizados em algum momento, pode-se dizer que este produto é falho. Uma melhor gestão poderia levar à um melhor aproveitamento dos insumos, a fim de reduzir ao máximo ou eliminar os resíduos do processo de confecção.

No mercado da moda, a maior parte dos resíduos é gerada no processo de encaixe de moldes e corte das peças. Portanto, para extinguir as sobras de tecido que geradas pelo processo existem procedimentos de modelagem Zero Waste, que são conceituadas através de métodos de criação, modelagem e corte que usam o tecido de maneira integral. Durante a produção convencional o encaixe de moldes dá-se apenas por uma etapa, já no processo de Zero Waste, as soluções para encaixe e corte dos moldes dá-se durante o processo criativo, as roupas já devem ser projetadas para gerar nenhum ou o mínimo de resíduos. Em outras palavras, é utilizar a matéria prima por inteira, sem sobras, para desenvolver produtos.

É possível, ao longo do processo criativo e de produção, reduzir resíduos em diversas etapas, como linhas, papel, corantes entre outros materiais. Cabe ao designer utilizar de diferentes técnicas nas diferentes etapas deste projeto, com um olhar mais criativo e consciente.

Os estudos acerca do Zero Waste ainda são recentes, mas podemos pensar em um futuro onde a moda esteja alinhada com a sustentabilidade e com causas ecológicas, onde o consumo será consciente mesmo que indiretamente.

Abaixo imagem que ilustra o processo criativo, encaixe dos moldes sob o tecido e a peça já confeccionada.

blog

 

Fonte:

IMAGEM : http://tecidotecauem.blogspot.com.br/2015/09/11-coloquio-de-moda-parte-2.html

TEXTO: https://capimlab.com/2016/02/04/slow-fashion-e-zero-waste-modos-de-fazer-que-estao-transformando-a-moda/

No Comments


    Leave a Reply

    Your email address will not be published Required fields are marked *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

    *